Visão do térreo

Ruy Proença

Translation text: "Vue du rez-de-chaussée "


Artwork by Andrew Smith @ www.galeriedominiquebouffard.com

Ciclo das pedras

 

 

é terrível dormir

com o barulho

das pedras crescendo

 

minuto não        

minuto sim

um estalido se deposita

no tímpano

 

passarão os anos

as pedras serão adultas

 

sobrará menos espaço

para o sono

 

Tanto peso

 

 

uma canoa de ferro

pousada

sobre a areia

 

ninguém sabe

de onde veio

de que noite

 

uma canoa de ferro

esperando talvez

braços

 

que a empurrem ao mar

e com ela

se lancem

Ruy Proença
Ruy Proença, né à São Paulo, est ingénieur de mines. Il a traduit Boris Vian: poemas e canções (2001), dont il a été aussi l’organisateur. Plus récemment il a publié pour enfants Coisas Daqui (2007) et traduit Isto é um poema que cura os peixes, de Jean-Pierre Siméon (2007). Ces trois poèmes tirés de Visão do térreo, publié par Editora 34 LTDA en 2007, et réimprimés avec l’autorisation de l’auteur et de l’éditeur.